A ALFABETIZAÇÃO NO AUTISMO





COMO ALFABETIZAR UMA CRIANÇA AUTISTA?

Olá professores, tudo bem?

Sabemos como é importante a alfabetização, e como este processo requer paciência e dedicação por parte do professor e do aluno.

MAS COMO É ALFABETIZAR UM ALUNO AUTISTA?

Que a criança autista tem dificuldade na comunicação e na interação, isso já sabemos!

Mas, como essas dificuldades podem ser superadas por meio de atividades específicas?

O autista aprende melhor por estimulação visual usando figuras e desenhos. Usar figuras expressando ações do cotidiano. Auxiliando muito eles neste processo inicial de aprendizagem.

E pensando nisto, reunimos nesta matéria em nossa Blog algumas atividades que ajudarão a compreender e trabalhar a leitura e a escrita com o autista em sala de aula.

Afinal, nosso coração também é azul!

COMO ENSINAR A LEITURA E A ESCRITA NO AUTISMO?


A alfabetização é importante, pois insere a criança na cultura letrada, incluindo-a socialmente.

O Autista tem dificuldade na comunicação e na interação. Estas dificuldades podem ser superadas por meio de atividades específicas.


Ler é muito mais do que saber identificar as palavras visualmente. Para ler, a criança tem que encontrar sentido nestas palavras, compreendendo e usando corretamente e com sentido no dia-a-dia.

Muitas crianças com autismo precisam de um auxílio psicopedagógico, fonoaudiólogo e neuropsicológico. Há alguns trabalhos que podem ser desenvolvidos em casa pelos pais ou na escola pelos professores e educadores, para auxiliar estas crianças.

Muitas técnicas de educação geral, não são eficazes quando se tem de aprender a ensinar crianças autistas. Crianças autistas requerem considerações especiais.
A maioria das pessoas utiliza dois ou três destes estilos de aprendizagem. Uma determinada pessoa poderá, por exemplo, aprender melhor visualmente, mas ainda pode aprender eficazmente em aulas de forma auditiva ou sinestésica.
Autistas, no entanto, muitas vezes focalizam apenas um desses métodos, em certos casos, com a completa exclusão dos outros dois. 

 COMO ENSINÁ-LOS EM SALA DE AULA?

O autista aprende melhor por estimulação visual usando figuras e desenhos. Usar figuras expressando ações do cotidiano.

Para evitar a ecolalia, que é a repetição de algumas palavras, é importante trabalhar com diversas figuras.

Em um mesmo desenho você poderá trabalhar as ações, palavras que iniciam com a mesma letra. Exemplo: usar a imagem abaixo para nomear as figuras e pedir para que a criança lhe diga o que inicia com as vogais.

No início do trabalho de alfabetização, priorizar palavras que fazem parte dos interesses da criança em questão, nomes, objetos, locais de interesse, entre outros. Isso incentiva e aumenta o interesse da criança. Depois estas palavras vão se associando a outras palavras e ampliando.

Desenvolva a consciência fonológica - processo de decodificação de sons e letras.
Primeiro ela aprenderá a soletrar, separar as sílabas, formar frases. Esse processo auxilia na construção da consciência fonológica.

Use jogos com rima
Família de palavras (exemplo, recortar figuras que se iniciam com dos fonemas de nossa língua)
Ligue palavras que tem o mesmo som inicial ou final.

Use o tabuleiro do jogo Lince ou crie seu próprio tabuleiro e peça para que a criança selecione palavras que se iniciam com a mesma letra ou que rimam com determinado objeto.


Essas dicas apenas tocam a superfície do ensino à crianças com autismo. Se a criança está sendo ensinada em uma sala de aula, é imperativo que você trabalhe com um especialista treinado no ensino de crianças autistas.

O especialista deve ser incluído na preparação do plano de educação da criança. Depois que boas técnicas de ensino foram descobertas, crianças autistas têm ido para a faculdade e cursos de graduação.

Se você trabalha com alunos autistas, tenha a certeza que o seu aluno tem a melhor perspectiva de aprendizado e sucesso escolar. 

Gostou deste conteúdo? Quer saber mais sobre Autismo e estratégias para desenvolver nossos pequenos?CLIQUE AQUI e confira nosso Curso 100% On-line sobre Autismo.

COMPARTILHAR
    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comentários :

Postar um comentário